Möchten Sie zur deutschen Seite wechseln?JaNeina
Fechar
X
Compartilhar esta página
Press release
Press|Home Appliances|Technology|Home and Living|Product Catalogs|Point of Sales Analytics|Portugal|Portuguese

Telecom continua "Smart"

17.12.2015

Mercado dos Produtos Tecnológicos com queda de 5% mas as telecomunicações continuam “Smart”

No 3.º trimestre de 2015, o mercado Português de Produtos Tecnológicos (TCG) mantem a tendência dos resultados negativos. Os Grandes Eletrodomésticos permanecem positivos, tal como Telecom, apenas com ligeiro crescimento. As outras áreas - Foto, Eletrónica Consumo e Informática mantêm a sua tendência negativa já registada no primeiro trimestre. Os Pequenos Domésticos passaram igualmente a resultados negativos. O mercado global atingiu 626 milhões de euros no terceiro trimestre, o que resultou numa queda de 5 por cento.

  • Telecomunicações: Telecom continua Smart

O mercado de telecomunicações ultrapassou os 500 milhões de euros no final do Q3 2015. Enquanto a tendência em valor dos últimos 9 meses situou-se nos 8 por cento em valor, a do Q3 2015 cifra-se nos 2 por cento também em valor. Como tem sido habitual, o destaque vai para os Smartphones. Este produto apresentou uma tendência positiva de 17 por cento em valor quando comparamos os Q3 de 2015 e 2014. Importante referir que os Smartphones já têm uma importância superior a 35 por cento em valor deste mercado.

  • Grandes Eletrodomésticos: Crédito e habitação

A boa performance do mercado de venda de casas e o crescimento do crédito ao consumo e do crédito às famílias está a permitir que esta seja uma das poucas áreas em crescimento, e isso revela-se também na boa performance do encastre. O setor cresce cerca de 3 por cento, acima da média do ano, que também está positiva.

  • Pequenos Eletrodomésticos: Natal ditará tendência

A performance dos Pequenos Eletrodomésticos tem vindo a piorar em cada trimestre do ano e revela agora uma tendência negativa de 3 por cento. O último trimestre é sempre muito forte face ao total do ano, e por isso no Natal joga-se a performance deste setor que pode manter-se positivo ou alternativamente entrar de novo em recessão.

  • Eletrónica de Consumo: Queda atinge os dois dígitos

No 3.º trimestre 2015 o mercado da Eletrónica de Consumo registou uma queda de 11 por cento em valor (-12 milhões euros face a 2014). As Colunas Hi-fi (+19 por cento) e as Mini Colunas Som (+20 por cento) destacam-se pelos crescimentos mais significativos, impulsionadas pelas Soundbars e as Docking Stations. Também as Colunas Auto e as Câmaras Vídeo continuam a crescer, embora registando um abrandamento face ao 1.º semestre, quando ainda cresciam na ordem dos dois dígitos. Este abrandamento é especialmente notório nas Action Cams. Note-se ainda que o seu preço médio caiu para 213 euros (-9 por cento) face a 2014 enquanto o das Câmaras Tradicionais aumentou 8 por cento, para 332 euros.

  • Fotografia: Mais Outdoor

A tendência no mercado de Fotografia mantém-se no seguimento do 1.º semestre, com um decréscimo de 20 por cento. As Lentes abrandam a queda do início do ano para -16 por cento. Num trimestre marcado pelas férias de verão, a opção pelas que são resistentes à água foi evidente representando mais de ¼ em valor. Nas Câmaras Digitais também as que possuem característico outdoor cresceram neste trimestre face ao ano passado. Por outro lado, continua a boa performance das Compactas com Lente Intermutável e sensor Full Frame impulsionada pela acentuada queda do seu preço médio.

  • Tecnologias de Informação: PC Portáteis destacam-se

A área da informática neste trimestre registou uma tendência negativa de 13 por cento em valor face ao período homólogo. Este setor obteve no último trimestre uma faturação no valor de 131 milhões de euros. Mas o grande destaque, pela negativa é o peso dos Mediatablets neste setor ser inferior, pela primeira vez, a 20 por cento em valor. Por outro lado, os PC Portáteis atingem quase 60 por cento de importância em valor neste mercado.

  • Office Equipment: Calculadoras ganham importância

Este mercado registou uma tendência negativa de 3 por cento em valor no Q3 2015 relativamente ao seu período homólogo. Com os equipamentos de impressão e os tinteiros/toners a manterem o seu peso. O destaque deste trimestre vai para as Calculadoras com um peso de 6 por cento em valor. Isto num mercado que atingiu um total de 19 milhões de euros no terceiro trimestre de 2015.

 

 

Evolução do índice TEMAX® para o Mercado Português

Acerca do Estudo

GfK TEMAX® Portugal, 3º Trimestre de 2015, GfK

GfK TEMAX® Portugal é um índice desenvolvido pela GfK com o objetivo de monitorizar o mercado dos Produtos Tecnológicos. Os resultados da pesquisa são baseados na informação recolhida através do painel retalhista GfK. Este painel consiste em mais de 425.000 retalhistas em todo mundo. A GfK publica o GfK TEMAX® desde fevereiro 2009 a nível internacional, em mais de 30 países. É o primeiro índice a incluir dados dos setores da Tecnologia de Consumo. Os relatórios e os Press Release estão disponíveis em www.gfktemax.com. Se a informação deste Press Release ou do site www.gfktemax.com for citada, GfK TEMAX® deve ser obrigatoriamente indicado como a fonte.

Francisca Azevedo
Portugal
General