Möchten Sie zur deutschen Seite wechseln?JaNeina
Fechar
X
Compartilhar esta página
Press release
Retail|Technology|Point of Sales Analytics|Portugal|Portuguese

O 4K está a transformar-se no padrão para os TVs atuais

04.09.2019

Na primeira metade de 2019, a GfK registou um volume de negócios de €44 mil milhões para o mercado global* de televisores (TV). Isso é cerca de 8 por cento menos do que no mesmo período do ano passado, em parte devido às vendas relacionadas com o Campeonato do Mundo de Futebol que teve lugar na Rússia em 2018. São esperadas vendas globais* de um total de cerca de 210 milhões de dispositivos para 2019, uma diminuição de dois por cento comparativamente a 2018. No primeiro semestre de 2019, as características premium dos TVs, como resolução 4K e aparelhos com tecnologia OLED aumentaram a sua quota de vendas. Simultaneamente, o ecossistema TV áudio prosperou.

Estes são os resultados da GfK para o mercado global de TV que serão revelados na IFA 2019, em Berlim.

Olhando para a primeira metade de 2019 a um nível regional, a China, com vendas totais de perto de €8,5 mil milhões, é o maior mercado, seguido de perto pela Europa Ocidental. O volume de negócios com aparelhos de TV aumentou nos países CEI** (+8 por cento) bem como nas regiões do Médio Oriente e África e na Ásia Desenvolvida (+1 por cento). O volume de negócios das restantes regiões diminuiu com níveis variados: A China, o anterior motor global do crescimento, destacou-se com uma diminuição de 12 por cento.

As tecnologias sofisticadas de TV começam a multiplicar-se

Com os consumidores cada vez mais inclinados para experiências do que para produtos, na primeira metade de 2019, os aparelhos de TV com características de alto desempenho aumentaram a sua quota de vendas. Por exemplo, os dados GfK mostram um aumento, em termos anuais, de 11 por cento nos TVs com resolução 4K. Este ano, a GfK prevê que sejam vendidos mais de 100 milhões de TVs 4K. A tecnologia de visualização OLED também desfrutou de um aumento da penetração no mercado no primeiro semestre de 2019, com uma quota do volume de negócios de até 11 por cento na Europa e taxas de crescimento robustas em todo o mundo. 

Em 2019, as tecnologias sofisticadas de TV continuaram a multiplicar-se para os níveis de preço inferiores, tornando, por exemplo, as Smart TVs 4K mais acessíveis para os consumidores do mercado de massas e aumentando a pressão competitiva. Enquanto em 2016, cerca de 30 marcas vendiam TVs com resolução 4K, hoje, mais de 70 marcas disponibilizam esses aparelhos. Como consequência, o 4K está a transformar-se no padrão para os TVs atuais. O 8K foi colocado à venda no outono de 2018. Neste momento, o seu preço médio é de cerca de €5.800 e a acumulação de conteúdos disponíveis tornam-no num verdadeiro produto de nicho. 

A experiência importa - idem para o som

Embora os dados dos consumidores da GfK sugiram que as pessoas estão, de um modo general, muito felizes com a qualidade de imagem dos seus TVs recém-comprados, a qualidade de som apresenta classificações abaixo da média na escala de opiniões. Isto cria uma oportunidade para sistemas externos de colunas, particularmente barras de som, que prometem uma experiência áudio tipo cinema, cada vez de formas mais versáteis. Por isso, se, por um lado, os consumidores estão a gastar menos nos aparelhos de TV, e os preços médios de venda estão a diminuir, por outro, estão cada vez mais conscientes sobre a qualidade do som e estão a gastar o orçamento que pouparam em colunas externas e barras de som. Como consequência, o volume de negócios para barras de som tem vindo a aumentar, em termos anuais e, em 2019, cresceu mais 7 por cento.

A quota do retalho online continuou o seu crescimento no mercado global de TV 

Na primeira metade de 2019, quase um quarto dos TVs foi vendido online, comparativamente a cerca de 21 por cento no ano anterior. Na China, a relação entre vendas online e offline, no primeiro semestre de 2019, foi quase de 50/50. Um dos principais motivos para os consumidores comprarem online é o pressuposto que têm vantagem no preço. Essa perceção impulsiona o sucesso dos eventos de compras, tais como a Black Friday, que começaram quase como eventos apenas online mas que estão a transitar para o mundo offline. Este é ainda um outro exemplo de como as fronteiras entre canais se estão a esbater, e o consumidor espera cada vez mais desfrutar de compras sem fronteiras. 

Notas aos Editores

* Mercado global mais a estimativa para a América do Norte.

** CEI significa Comunidade de Estados Independentes. Os Estados Membros são Azerbaijão, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Arménia, Moldávia, Rússia, Tajiquistão e Usbequistão.

A GfK recolhe periodicamente dados sobre a venda de televisores, em mais de 70 países em todo o mundo, através dos seus painéis de retalho. O painel de retalho GfK recebe relatórios de 425.000 retalhistas individuais em mais de 120 canais de vendas. Todos os valores se relacionam com o mercado global, ou seja, todos os televisores vendidos num dado país. Todos os valores de volume de negócios no presente comunicado de imprensa baseiam-se numa taxa de câmbio fixa.

Durante a IFA 2019, a GfK irá publicar comunicados de imprensa relativos a TI, TV, Smartphones, Áudio, Pequenos Eletrodomésticos, Grandes Eletrodomésticos, Casa Inteligente, Compras Sem Fronteiras e ao Mercado de Bens de Consumo Técnicos. Mais informação disponível em https://www.gfk.com/press-room/.

Contacto: Julia Richter, T +49 911 395 4440, public.relations(at)gfk.com

Encontre a GfK na IFA em Berlim, 6 - 11 Setembro 2019:

Apareça e venha falar com os nossos especialistas na IFA NEXT Hall 26 e no gabinete da GfK na IFA (Nível 4, VIP2, Großer Stern). 

   
António Salvador
Portugal   
+ 351 210 000 200
 
General