logo EN

SãoPaulo, 17.12.2019

Como as marcas de TV locais podem se preparar para o novo cenário competitivo de vídeos em 2020?

Os dispositivos digitais oferecem novas maneiras de o público interagir com o conteúdo. Os latino-americanos estão usando seus notebooks, celulares e tablets para consumir uma grande quantidade de mídia on-line, de clipes curtos, música e rádio transmitidos, bem como conteúdo de TV e impressão. Veja nosso blog anterior sobre sobre como vídeos no celular estão impulsionando o uso on-line no México. Quando o público acessa seus dispositivos para visualização móvel ou na Web de conteúdo de mídia on-line, observamos marcas como YouTube, Spotify e Netflix - assim como marcas de TV e canais de rádio locais nos 10 principais canais de mídia mais usados.

A ascensão das marcas de TV online

A popularidade do YouTube em todo o mundo é bem conhecida, e os mercados latino-americanos não são excepção a esta regra geral. O que é surpreendente, no entanto, é quanto tempo o público latino-americano gasta com a Netflix online, principalmente quando comparado aos serviços de TV locais. Obviamente, a Netflix oferece conteúdo de formato longo e, portanto, seria esperado um alto nível de engajamento. No entanto, seu destaque levanta questões sobre o quão bem as organizações de mídia locais estão se adaptando a esse novo cenário. 

O novo consumidor de vídeo está com fome de conteúdo e buscará serviços que proporcionem o entretenimento que desejam. Os players locais desenvolveram serviços de aplicativos VOD, mas com ameaças contínuas de players globais como HBO Go e Amazon Prime Video, como as organizações de mídia locais podem aprofundar seu conteúdo e estratégias digitais para envolver melhor seu público?

Marcas de TV locais oferecem o alcance, mas há oportunidades para aumentar mais o tempo de uso

Em todos os mercados, a Netflix está entre as 5 principais marcas de mídia em termos de alcance para as atividades totais de Transmissão de Mídia e Mídia Sob Demanda. Ela também domina o tempo de uso, junto com o YouTube e o Spotify.

No entanto, em todos os mercados, existe uma forte presença das marcas locais de TV e, em alguns mercados, elas oferecem tanto alcance quanto a Netflix (Globo no Brasil, Canal 13 no Chile e Caracol TV na Colômbia). No Brasil, o Globo.com alcança 88% da população on-line, 13.cl no Chile alcança 94%, Caracoltv.com na Colômbia alcança 88%, o Unotv.com no México alcança 60%. Agora, essas marcas têm a oportunidade de converter melhor o alcance do seu público-alvo em maior tempo gasto com seus serviços digitais.

A única exceção a esse padrão é na Argentina, onde a Netflix, apesar de seu alto alcance, não envolve o público em termos de tempo gasto. Aqui, a principal concorrente da marca de TV local, a EltreceTV, atinge apenas metade da população on-line, então há uma oportunidade para uma estratégia dupla de aumentar alcance e tempo de engajamento.

Como está o desempenho da Amazon Prime Video e da HBO Go na região?

Não é apenas com a Netflix que as marcas locais de TV competem, existem serviços emergentes que diversificarão ainda mais as opções de visualização na região.

Embora o alcance da Netflix na América tenha sido forte há alguns anos, nossos dados demonstram que a Amazon Prime Video está começando a superar, principalmente no México e no Brasil. No segundo trimestre de 2019, Amazon Prime Video alcançou 24% dos adultos on-line no México e 12% dos adultos on-line no Brasil.

O HBO Go também está sendo desenvolvido no Brasil, Chile e México. Podemos medir como as pessoas estão acessando, por meio do navegador ou do aplicativo.

Como está o desempenho dos players locais de vídeo sob demanda?

As principais organizações de mídia têm um serviço de aplicativo de vídeo sob demanda. Claro Video alcançou uma presença em toda a região, com alcance mais forte no México (28%). Atualmente, supera a Amazon Prime Video. Em resposta ao crescimento da Amazon Prime Video, a Claro Video deseja aproveitar seu alcance existente para continuar a oferecer um serviço exclusivo. O segundo mercado mais forte da Claro Video é a Colômbia (17%), seguida pelo Chile (12%) e Argentina (7%). 

O Globo Play ganhou forte tração no Brasil, com alcance de 17%, superando a HBO Go e a Amazon Video. O Movistar Play atinge um em cada 10 adultos on-line na Argentina e na Colômbia, e marginalmente mais alto, com 13% no Chile.

2020 exigirá um público mais profundo, conteúdo e estratégia digital

É evidente que o público latino-americano está buscando novas maneiras de se engajar no conteúdo. Enquanto o mercado está acostumado a dominação da Netflix, novos participantes globais estão surgindo e competindo cada vez mais com players de mídia locais, à medida que as expectativas dos consumidores evoluem e aumentam em torno do conteúdo e da sua entrega. 

O ano de 2020 será um ano crucial, não apenas para as marcas de TV locais, mas para o restante das organizações de mídia locais para ver quão bem elas podem proteger, criar e capturar o envolvimento do público.

Como trabalhamos com os clientes

A GfK ajuda os clientes a navegar pelos mercados de consumo em contínua mudança. Respondemos aos desafios do cliente por meio de nossa experiência em insight do consumidor, medição de mídia e análise digital. 

Nossos dados comportamentais passivos nos oferecem uma oportunidade única de oferecer uma visão centrada no consumidor e em vários dispositivos do público e de suas atitudes e comportamentos. Entendemos quem está usando diferentes serviços de mídia, os dispositivos que eles usam e com que frequência. Também podemos avaliar o uso entre mídias e rastrear comportamentos emergentes ou mudanças na forma como seu público está consumindo diferentes mídias e aplicativos. Esses dados fornecem muitas informações, mas também podem ser aplicados para monitorar o desempenho contínuo, tornando as informações mais acionáveis dentro de uma organização.

Related Products

  • GfK Audience Ascription Modelling

    GfK’s Audience Ascription Modelling combines our panel-based audience measurement with site census data to provide viewing figures for the multitude of smaller digital entertainment channels.

    Read more
  • GfK Cross Media Measurement

    The GfK Measurement Platform captures and quantifies cross-media consumer behavior, across all devices - PCs, tablets and mobile.

    Read more
  • GfK Content Appreciation Solution

    Evaluate content across all channels. Metrics are delivered 48 hours post-broadcast by audience group for viewer motivation, promo performance and impact of key figures.

    Read more

Related Insights

  • 22.06.2020

    Reports

    COVID-19 - Changes in online behavior across LATAM

    Which categories of online use are increasing and decreasing across LATAM?

  • 10.06.2020

    Articles

    10 things we know about advertising and branding in this recession

    We refer to some of the comments from Joe Staton, our Client Strategy Director, based in the UK. He participated in a roundtable webinar session on ...

  • 29.06.2020

    News

    Map of the Month: Retail share of private consumption, Europe 2019

    GfK’s Map of the Month for June illustrates the brick-and-mortar retail turnover share of private consumption in Europe in 2019.

View all Insights