Por favor, ative o JavaScript nas configurações do seu navegador para habilitar todos os recursos deste site.

Möchten Sie zur deutschen Seite wechseln?JaNeina
Fechar
X
Compartilhar esta página
Press release
Press|Home Appliances|Retail|Technology|Home and Living|Product Catalogs|Point of Sales Tracking|TEMAX|Portugal|Portuguese

Vendas de Eletrónica de Consumo e de Eletrodomésticos crescem 3,4% em 2016

14.02.2017

Segundo o índice GfK TEMAX o mercado de Bens de Consumo Tecnológicos (TCG) em Portugal apresenta-se estável no 2.º trimestre de 2016, em comparação com o mesmo trimestre de 2015. Destaques:

  • Grandes Eletrodomésticos com um aumento de 8,1% em 2016, fruto - em parte - do maior dinamismo do setor Imobiliário. 
  • Os equipamentos de Telecomunicações aumentaram vendas em mais 6,7%, face a 2015.
  • A Fotografia e o setor de Informática (TI) apresentam as piores performances no ano, com quedas nas vendas de 10% e 5,1% por cento, respetivamente.

A venda de Bens de Consumo Tecnológicos (BCT) em Portugal registou um aumento de 3,4% em 2016, face a 2015, revela o painel da GfK, que monitoriza estes mercados. Este é um sinal de retoma das compras dos Portugueses nestes produtos, em parte causado pelo maior dinamismo do setor Imobiliário

O crescimento em vendas é notório nos Grandes Eletrodomésticos com um aumento de 8,1% e nos equipamentos de Telecomunicações que registou mais 6,7%, face a 2015. Por outro lado, a Fotografia e o setor de Informática (TI) apresentam as piores performances no ano, com quedas nas vendas de 10% e 5,1% por cento, respetivamente.

Fotografia
A tendência atual que a GfK está a evidenciar, parece estar numa divisão entre os consumidores que abandonaram as máquinas fotográficas para usarem os smartphones para fotos e, por outro lado, os consumidores que reforçam e melhoram a sua utilização das câmaras fotográficas. Assim, apesar de vermos uma queda acentuada na procura por câmaras, os consumidores de máquinas procuram novas lentes intermutáveis, dando assim uma nova vida às suas câmaras. No entanto, não é suficiente para fazer crescer este mercado.

Eletrónica de Consumo
O ano de 2016 foi particularmente positivo para o segmento das televisões, potenciado também pelo evento “Euro 2016”, crescendo 6,8% em valor, face a 2015. Ou seja, cerca do dobro do crescimento do mercado total BCT, em Portugal. Noutra área, as potencialidades do conceito “Multiroom“ (com tecnologia wireless) tem feito crescer significativamente o mercado de Colunas e das Docking/ Mini Speakers. A preferência crescente por ouvir música em formato digital está a ajudar nesta tendência de consumo

TI (Informática)
De acordo com a informação da GfK, os Portugueses compraram ligeiramente menos computadores portáteis em 2016, em valor, comparando com 2015. Os Tablets estão cair muito nas vendas, pois em 2016 comprou-se quase -25%, em valor, face ao ano anterior. Por outro lado, com novas resoluções, formatos e funcionalidades, os consumidores procuram adquirir novos monitores para os seus computadores, apesar de não ser suficiente para dar uma evolução positiva nas vendas do mercado TI, em 2016.

Telecomunicações
Este segmento cresceu 6,7% em vendas no ano passado, face a 2015. A procura por Phablets continua a diminuir uma vez que os consumidores não demonstram muita apetência por este tipo oferta. À medida que os Portugueses gastam mais na aquisição dos seus Smartphones, há também aumento no gasto em Acessórios. Diga-se ainda que o Natal do ano passado foi particularmente forte para a categoria Telecomunicações, que cresceu quase 13%, no último trimestre do ano 2016

Grandes Eletrodomésticos
No total do ano 2016 os “Grande Eletrodomésticos“ cresceram em vendas de retalho, +8,1% em valor, face 2015. A substituição de equipamento velho e o maior dinamismo do mercado imobiliário - ligado à reconstrução e venda de casas - continua a ser o motor do crescimento desta categoria. Uma das consequências é o crescimento acentuado dos produtos de encastre, uma tendência forte em Portugal. Por outro lado os “Secadores de Roupa“ estão com um aumento de 2 dígitos e tiveram o mais rápido crescimento desta categoria no último trimestre. Um sinal claro que os Portugueses estão a ficar mais adeptos deste equipamento específico.

Pequenos Eletrodomésticos
O forte crescimento dos produtos de sazonais relacionados com o clima ao longo do ano, com este segmento a acelerar +6,9% no último trimestre, resultando num ano muito positivo, para os “Pequenos Eletrodomésticos” em que as vendas cresceram 5,4%, face a 2015,em valor. 

Fonte: GfK Portugal - Indice TEMAX®

GfK TEMAX® Portugal é um índice desenvolvido pela GfK com o objetivo de monitorizar o mercado dos Produtos Tecnológicos. Os resultados da pesquisa são baseados na informação recolhida através do painel retalhista GfK. Este painel consiste em mais de 425 mil retalhistas em todo mundo. A GfK publica o GfK TEMAX® desde fevereiro de 2009 a nível internacional, em mais de 30 países. É o primeiro índice a incluir dados dos setores da Tecnologia de Consumo.

General