Möchten Sie zur deutschen Seite wechseln?JaNeina
Fechar
X
Compartilhar esta página
Press release
Press|Home Appliances|Retail|Technology|Automotive|Consumer Goods|Home and Living|Digital Market Intelligence|Social Media Intelligence Center|Point of Sales Analytics|Trends and Forecasting|Connected Consumer|Portugal|Portuguese

GfK Connected Consumer Index

23.05.2016

GfK divulga ranking dos países mais conectados do mundo e, em 78 países analisados, Portugal ocupa a 21.ª posição.

De acordo com a 5ª edição do estudo GfK Connected Consumer Index os smartphones continuam a ser o equipamento eleito pelos portugueses para estarem conectados, apesar da elevada evolução ao nível da tecnologia móvel.

O estudo da GfK tem por objetivo disponibilizar ao mercado um panorama global da conectividade nos últimos cinco anos, para que as empresas dos mais variados setores possam tomar decisões estratégicas que envolvem desde oferta de dispositivos, conteúdos e tecnologias. É assim um indicador único que permite avaliar o quanto, e em que dispositivos, os consumidores, em cada um dos 78 países e das 8 regiões do mundo, se conectam digitalmente com os outros e com os conteúdos digitais.

Para além de apresentar o ranking dos países e regiões do mundo, a análise fornece ainda uma comparação rápida e direta de como estão altamente conectadas cada uma das populações do mundo, detalhando os 11 dispositivos mais usados (smartphones, Tablets, PC móvel, PC desktop, wearables, Smart TV, set-top box de TV, consola de videojogos, e-reader, carros conectados e casa inteligente).

Top 10 dos países mais conectados

De acordo com o ranking do GfK Connected Consumer Index, Portugal posiciona-se na 21.ª posição, com um Connect Consumer Index de 680 (que contrasta com 313 de média global. Em termos de evolução, Portugal tem vindo a subir no ranking e a distanciar-se da média global: em 2010 apresentava um índice de 127, ocupando o 33.º lugar.

No que diz respeito aos países que detém a liderança, nos últimos dois anos, Hong Kong e a América do Norte (EUA, Canadá e México) têm permanecido sólidos no que diz respeito às populações mais conectadas do mundo. No entanto, os consumidores dos Emirados Árabes Unidos estão a aproximar-se rapidamente da liderança da tabela, saltando do 8.º, em 2015, para o 3.º lugar este ano. Da mesma forma, a Suíça superou a Dinamarca e a Suécia situando-se, em 2015, no 10.º lugar, ocupando o 8.º lugar este ano.

Chile e Jordânia com maior crescimento: Entre os países que tiveram o crescimento em termos de conetividade mais assinalável encontra-se o Chile, que evoluiu 7 posições em relação ao ano passado, ficando com a 20.ª posição, e a Jordânia que saltou de 31.º lugar no ano passado para 23.º lugar.

“Drivers-chave” do mercado

Kevin Walsh, Diretor de Tendências e Previsões da GfK, afirma: "assistimos a uma macro tendência de forte aumento da conectividade em todos os países. Para os mercados de alto crescimento, especialmente no Oriente Médio, África e na APAC emergente, a tendência dominante permanece tendo como impulsionador a adesão aos smartphones. Este é o principal dispositivo, e muitas vezes o primeiro, que os consumidores usam para se conectar aos serviços de transmissão de dados. É provável que esta tendência continue a imperar nos próximos dois ou três anos, pois a redução dos preços significa que mais de mil milhões de consumidores poderão conectar-se usando um dispositivo pessoal pela primeira vez".

"Para os mercados desenvolvidos, principalmente na Europa Ocidental e na América do Norte, os fatores de crescimento já passaram para a próxima tendência em conectividade do consumidor. As tecnologias móveis lideram a moda, juntamente com carros conectados, ambos a oferecerem novos benefícios para o consumidor. A tecnologia da casa inteligente é uma oportunidade igualmente significativa, mas a sua adesão deverá ser mais lenta e mais estável em termos da curva de adoção do consumidor".

Explore o GfK Connected Consumer Index no nosso microsite

Sobre o GfK Connected Consumer Index:

O Índice dos Consumidores Conectados da GfK fornece uma forma de medição única de quanto, e em que dispositivos, os consumidores em cada um dos 78 países e das 8 regiões do mundo se conectam digitalmente com os outros e com os conteúdos digitais. O estudo permite uma comparação rápida de como estão “conectadas” as diferentes regiões e países per capita, revelando as tendências dos últimos cinco anos e as previsões para o ano corrente. O Índice dos Consumidores Conectados da GfK incorpora 11 tipos de dispositivos (smartphones, tablets, PC’s móveis, PC desktop, Wearables, Smarts TV’s, Set-top box de TV, Consolas de Videojogos, E-readers, carros conectados e Casas Inteligentes) com dados ponderados para o uso. A base do índice começa nos100 pontos (a média global a partir do ano de 2010).

General