Möchten Sie zur deutschen Seite wechseln?JaNeina
Fechar
X
Compartilhar esta página
Press release
Careers|Public Services|Trends and Forecasting|Brazil|Portuguese (Brazil)

Saúde, educação e criminalidade são principais preocupações dos brasileiros

24.11.2015

São Paulo, 24 novembro de 2015.  Baseado em pesquisa global da GfK, realizada em 22 países e envolvendo mais de 25 mil entrevistas, o estudo “Desafios das Nações 2015” revela que a alta de preços e a perda de poder de compra constituem as principais preocupações da população mundial. Entre os brasileiros, saúde, educação, e criminalidade, nesta ordem, ocupam as primeiras posições da lista de preocupações entre os brasileiros.

Ainda que continuem no topo da lista deste ano, os três tópicos tiveram reduzido o percentual de menções em comparação ao ano anterior, enquanto política/governo, preços/poder de compra e corrupção passaram a preocupar um número maior de entrevistados em 2015.

Política e governo aparecem mais uma vez na quarta posição em 2015, e foram apontados por 23% dos entrevistados, contra 15% em 2014. Poder de compra e alta de preços foram mencionados por 21% da amostra, 9 pontos percentuais acima do resultado do ano anterior. A corrupção, que em 2014 preocupava 13% dos brasileiros, passou a preocupar um percentual bem mais elevado, chegando a 20%. 

Fora da lista de preocupações brasileiras no ano passado, a escassez de água já preocupa 4% dos brasileiros segundo a pesquisa.

Visão global

Na média global, 32% dos entrevistados dos 22 países estudados em “Desafio das Nações” se mostram apreensivos em relação à perda do poder de compra e à alta de preços; desemprego (27%) e corrupção (20%).

O gráfico a seguir mostra as duas principais preocupações das populações de cada um dos 22 países pesquisados. O desemprego é especialmente temido nos países europeus, principalmente na Espanha (74%) e na França (64%). A imigração preocupa na Alemanha, Áustria, Reino Unido, Suíça e Suécia.

Sobre o estudo

O estudo "Desafios das Nações" inclui 22 países em todo o mundo. Na Europa, Alemanha, França, Itália, Espanha, Áustria, Polônia, Grã-Bretanha, Bélgica, Rússia, Holanda, Suécia, Turquia e Suíça fazem parte do estudo. O continente Africano é representado pela África do Sul e Nigéria, a América do Norte pelos Estados Unidos e a América do Sul pelo Brasil. Além disso, Índia, Indonésia, Japão, Coreia do Sul e Irã representam a Ásia. Nesses países, um total representativo de 25.454 pessoas foi entrevistado. Para facilitar uma análise global, os resultados individuais dos países são mostrados de forma ponderada de acordo com suas respectivas populações. As respostas, portanto, representam os desafios sociais, econômicos e políticos da perspectiva de mais de dois bilhões de pessoas em todo o mundo.

Sobre a GfK Verein

A GfK Verein foi fundada em 1934 como uma organização sem fins lucrativos para a promoção da pesquisa de mercado. É constituída por cerca de 550 empresas e indivíduos. O objetivo da GfK Verein é desenvolver métodos inovadores de pesquisa em parceria com instituições acadêmicas, promovendo a formação e educação continuada de pesquisadores de mercado, observando os desenvolvimentos na sociedade, economia e política que desempenham um papel fundamental no consumo privado, e pesquisando seus efeitos sobre os consumidores. Os resultados da pesquisa são disponibilizados gratuitamente para os associados. A GfK Verein é acionista da GfK SE.

Sobre a GfK

A GfK é uma fonte confiável de informações relevantes sobre os mercados e consumidores, permitindo que seus clientes tomem decisões mais inteligentes. Mais de 13.000 especialistas em pesquisa de mercado combinam a paixão pelo que fazem com uma longa e vasta experiência em ciência de dados. Isso permite que a GfK forneça insights globais, combinados à inteligência de mercado local, em mais de 100 países. Através de tecnologias inovadoras e ciências de dados, a GfK transforma o big data em dados inteligentes, possibilitando que seus clientes alavanquem a sua vantagem competitiva e enriqueçam as experiências e escolhas dos consumidores.

Para mais informações, acesse www.GfK.com/br ou siga a GfK no Twitter: https://twitter.com/GfK

Mais informações para a imprensa: 
Hilda Aquino
+55 11 98444 6473
hilda.c.aquino@gmail.com

Download (PDF)

Fale conosco
General