Möchten Sie zur deutschen Seite wechseln?JaNeina
Fechar
X
Compartilhar esta página
Press release
Careers|Health|Consumer Health|Prescription / RX|Market Opportunities and Innovation|Brazil|Portuguese (Brazil)

Pressão, criminalidade e o sono insuficiente são principais causas de estresse no Brasil

25.11.2015

São Paulo, 25 de novembro de 2015. De acordo com pesquisa global realizada pela GfK, as três maiores causas de estresse cotidiano no mundo são o dinheiro, a pressão e o sono insuficiente.  No Brasil, a criminalidade como fato gerador de estresse apresentou percentuais muito superiores à média global, passando da 10ª posição em nível global para a 1ª posição no ranking das principais causas de estresse no Brasil.

A pesquisa online envolveu entrevistas com 27 mil consumidores de 22 países e foi realizada entre os meses de junho e agosto deste ano.  A GfK apresentou aos entrevistados uma lista em que apontaram as principais causas cotidianas de estresse. Em nível global, quase três em cada dez pessoas (29%) citaram as preocupações com dinheiro, fazendo dele o maior causador de estresse.  Mencionadas por 27% dos entrevistados, as pressões ou cobranças que impõem a si mesmas ficaram em segundo lugar, e a falta de sono, em terceiro lugar, foi citada por 23%. A falta de tempo para se dedicar às atividades que gostariam (22%)  e o excesso de trabalho diário (19%) completam relação das cinco principais grandes causas do estresse no mundo.

Situação no Brasil

Com percentuais bastante acima das médias globais, a pressão sobre si mesmas e a criminalidade, ambas pontadas como  os principais fatores desencadeadores de estresse por 39% dos brasileiros.  A falta de sono (38%), a falta de tempo para fazer o que desejam (33%) e a quantidade de dinheiro de que dispõem (31%) completam a lista das 5 maiores causas de estresse entre os brasileiros, de acordo com o estudo. O excesso de trabalho diário é a próxima da lista (29%), ocupando a 6ª posição no ranking do Brasil.

Conforme a idade

Ao examinar grupos em faixas etárias diferentes, a ordem dos fatores que desencadeiam estresse pode variar. A pressão que colocam em si e a falta de tempo para fazer as coisas que gostariam estão entre as principais causas de estresse entre os brasileiros mais jovens (entre 15 e 29 anos), e vão perdendo força a medida que avançamos para as faixas etárias mais velhas. Já a criminalidade e a quantidade de dinheiro que tem para viver são fatores que aumentam entre os brasileiros conforme a idade avança.

Criminalidade – Diferenças entre América Latina e o mundo

Internacionalmente, apenas 14% das pessoas (13% dos homens e 15% das mulheres) vêm a criminalidade como uma grande causa de estresse. Porém, em países latino-americanos o índice de menções à criminalidade aumenta drasticamente, para 41% na Argentina, 39% no Brasil e 36% no México, posicionando-se nesses países entre as cinco maiores causas de estresse.

Sobre o estudo

A GfK conduziu uma pesquisa online com mais de 27.000 consumidores, com mais de 15 anos, em 22 países. O trabalho de campo foi realizado entre junho e agosto de 2015, e os dados foram ponderados para refletir a composição demográfica da população online, com mais de 15 anos, em cada mercado. A pesquisa foi feita na Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, República Tcheca, França, Alemanha, Hong Kong, Itália, Japão, México, Holanda, Polônia, Rússia, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Turquia, Reino Unido e EUA.

Sobre a GfK

A GfK é uma fonte confiável de informações relevantes sobre os mercados e consumidores, permitindo que seus clientes tomem decisões mais inteligentes. Mais de 13.000 especialistas em pesquisa de mercado combinam a paixão pelo que fazem com uma longa e vasta experiência em ciência de dados. Isso permite que a GfK forneça insights globais, combinados à inteligência de mercado local, em mais de 100 países. Através de tecnologias inovadoras e ciências de dados, a GfK transforma o big data em dados inteligentes, possibilitando que seus clientes alavanquem a sua vantagem competitiva e enriqueçam as experiências e escolhas dos consumidores.

Para mais informações, acesse www.gfk.com ou siga a GfK no Twitter: https://twitter.com/GfK

Mais informações para a imprensa:

Hilda Aquino
11 9 8444-6473
hilda.c.aquino@gmail.com

Download do PR em PDF

Faça o download do estudo

Fale conosco
General